11 janeiro 2016

2015.

By, [miss]Framboesa
2015 foi o ano das primeiras vezes.Das experiências inesquecíveis.Foi o ano dos last minutes.

Foi o ano em que estivemos em Orlando, uma aventura para a vida decidida à última da hora e planeada em contra relógio com o coração nas mãos. Universal Studios. Hogwarts. Hogsmeade. (Harry Potter rules!) Outlets na Florida (Loucura total). Carnival Sunshine. Check!Check!Check!Check!Check!A primeira vez que se conduziu com mudanças automáticas, que alugámos um carro nos States. A primeira vez que nadámos com tubarões,que estivemos no Belize e nas Honduras.Que festejámos o Mardi Gras.(Priceless).Ele voou no I-Fly.
Fomos à NASA.

OMG...Fomos à NASA e realizei o meu sonho de criança!!!

2015 foi o ano em que fui operada ao ombro, levei anestesia geral, passei a noite internada, estive de baixa e alojada em casa dos meus pais três meses a ser cuidada e mimada pelas pessoas da minha vida. Tudo estreias. Tudo em last minute. Esta cirurgia dominou grande parte do ano e praticamente eliminou o Verão do meu mapa anual.A fisioterapia e as limitações continuam em 2016.E espero que fiquem por aqui.2015 foi o ano em que pela primeira vez não fomos em Setembro para o nosso lugar especial a Sul...E senti tanta, tanta falta desses dias. Mas fomos em Novembro a Genova (e Barcelona x2, Cinque Terre, Cadis e Palma de Maiorca).Decidido em cima do joelho, viagem inaugural para os meus cunhados, no mundo dos cruzeiros e para nós com um quase "back2back" na MSC).Dias divertidos que fizeram juz ao ditado da tempestade e da bonança.2015 foi o ano em que comprámos uns sofás novos.O meu aniversário foi celebrado em casa dos meus pais de braço ao peito mas na companhia de amigos e família, os special ones da minha vida.Mudámos o candeeiro da sala e comprámos um cadeirão que é o menino dos meus olhos.Comecei a perder peso e estava tão orgulhosa quando "a coisa" foi interompida pelo meu colapso no músculo e cirurgia repentina. Mudei de cabeleireira.Comprei a coleção inteira dos dvd's do Harry Potter.Levámos a minha mãe ás compras a Badajoz.E a tapear.Passei muitos dias com o Bell, só os dois a disputarmos a atenção da minha mãe. O Bell adoeceu e isso fez-me doer o coração.Voltei a comer o ovo frito especial da minha infância.Soube-me pela vida.E broa trazida pelo meu pai.2015 sabe a ovo frito, pesto e broa do LIDL.Li 30 livros.(Só?!) Fizemos uma festa surpresa á minha sobrinha pelo seu 18.º aniversário.2015 foi o ano em que a nossa máquina fotográfica avariou. Ganhei um selfie stick.Ganhei vários passatempos, aliás. (YEY) Começámos o frasco das "blessings". Vi Plutão pela primeira vez (foi o meu screensaver durante várias semanas).Tive tantas, tantas saudades tuas quando estiveste fora em trabalho. Tantas pah.Foi o ano em que impliquei com o Natal e com as festividades (ao fim de 37 anos de histeria natalícia, puff, deixei de acreditar no Pai Natal.Acho que nunca mais vou acreditar). O M. plantou couves. O Benfica foi campeão. Decidimos (mais uma vez) o Reveillon por volta das 13 h de dia 31(de Dezembro).Ponderámos adotar um porco da Índia.(E depois desistimos da ideia).Comprei uns tenis que já estavam na minha wish-list há ano e meio.Fiz ovos benedict.(Ok, qualquer coisa do gênero.)

Em 2015 passei dos piores momentos de toda a minha vida quando o mundo desabou sobre nós durante alguns dias e me apercebi da real dimensão humana e do quanto somos frágeis perante a vida e o destino.

Os melhores dias do ano estiveram e estarão sempre invariavelmente ligados com viagens, como tem acontecido nos últimos anos. O que me leva à resolução para 2016, se é que a posso formular.


Xo,Xo, F.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Yep! Se fosse a vocês escrevia qualquer coisa, senão fico a pensar que eu é que tenho razão(Obrigada)