14 agosto 2015

Meu querido mês de Agosto

By, [miss]Framboesa

Arranjei um 31 no ombro há umas semanas atrás.Na verdade há quase 38 anos atrás, já que está relacionado com um defeito congénito.Já tinha tido ameaços mas desta vez foi...de vez. 

Há mês e meio acordei sobressaltada a meio da noite, uma dor dilacerante, perdi os sentidos, tive convulsões...e a semana passada fui operada ao ombro.Diz que não havia espaço para os tendões, entretanto rasguei o músculo, criei uma inflamação e pumba.

Para mim esta situação foi uma verdadeira novidade...nunca tinha estado internada, muito menos tinha levado uma anestesia geral (que foi uma boa porcaria, que me deu volta a cabeça, enjoos vários dias e volta aos "nerves"). Nunca esta que vos fala tinha sido sujeita á cena da arrastadeira ( e quem me conhece sabe o quanto gosto de estar exposta a tais preparos....not...)...

Agora estou hospedada, feita madame, em casa dos meus pais...a recuperação é de muito lenta a lenta. Tenho passado benzito graças a todo o apoio que tenho recebido...nisso os meus pais e marido têm sido incansáveis.

As noites são nhennnn, porque tenho que estar com o braço imobilizado (uma vez saltou-me do apoio durante o sono e até a bílis me subiu à testa...). Como não aguentava de dores nos rins por estar sempre na mesma posição horizontal na cama e porque tinha que ter sempre ajuda para me erguer, passei a dormir no sofá da sala que se pode reclinar automaticamente e assim consigo passar melhor as noites. Já vou fazendo melhor a ginástica que o medico me recomendou para não deixar calcificar o ombro, embora ás vezes me pareça que nunca mais vou conseguir mexer o braço ... Como se acabaram os medicamentos tenho sentido agora mais desconforto (doi-me, vá), mas o médico já me sossegou, diz que é normal, que tenho que descansar o ombro.

E depois é o dia a dia...pareço uma velhota a levantar-me de cadeiras e sofá, a minha mãe é que me prende o cabelo e o lava, preciso de ajuda para vestir e despir as partes de cima, como só com uma mão, tenho um medo terrível de me desequilibrar e cair (eu sou muito dada a desequilibrios), movimento-me com alguma lentidão porque qualquer safanãozito se reflete no ombro...

Custa-me faltar ao trabalho, custa-me estar limitada, assustar-me quando me mexo mais depressa, com medo de já ter escancarado qualquer coisa.Custa-me dar tanto trabalho.Não ir de férias. Passar o meu aniversário assim.

Mas sou extremamente priveligiada por ter todo este carinho dos que me rodeiam e abençoada por as coisas se estarem a compor.O resto vem com o tempo.
Xo,Xo, F.

6 comentários:

  1. O último parágrafo diz tudo :) E as melhoras rápidas!

    ResponderEliminar
  2. as tuas melhoras... eu tb experimentei a anestesia geral este ano e devo te dizer que ao contrario de ti adorei :) porque pela primeira vez em muitos dormi um sono mt bom e como tive perda de apetite ainda deu para emagrecer uns kilinhos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comigo foi muito mau, 3 dias enjoada,tonta,a vomitar...obgd A.

      Eliminar
  3. As melhoras pode demorar mas vais. Oh seguir ficar boa :-)

    ResponderEliminar

Yep! Se fosse a vocês escrevia qualquer coisa, senão fico a pensar que eu é que tenho razão(Obrigada)