06 janeiro 2015

E no Dia de Reis...

By, [miss]Framboesa

2014. Foi o ano em que fiz mesoterapia às costas e melhorei muito. Foi o ano em que não fui ao concerto do Bublé e isso deixou-me tão triste (mas fui ao concerto dos One Republic e ouvi ao vivo e a cores a minha música favorita de 2014!).Foi o ano em que comecei a fazer caminhadas indoor (passadeira nova) e outdoor. Aliás, foi o ano em que descobrimos que perto da nossa casa há um circuito de corrida, inaugurado há 5 anos e nunca tinhamos dado por ele. O Benfica foi campeão. E voltou a ser outra vez. E só não foi oura vez porque fomos roubados.(bah) Regressámos à nossa praia (regressamos todos os anos mas é tão bom regressar, e são dias tão felizes).Fomos a uma Noite Branca numa terreola espanhola para trás do sol posto (eramos certamente os únicos estrangeiros). Fizemos uma batalha de raios laser épica, a repetir em 2015 (que causou mazelas visíveis, mas muitas gargalhadas). O ano em que a minha mãe melhorou muito a inglês e a informática.Proud!O ano em que me chateei muito. Muito. Muito. Comprámos e montámos (finalmente) os cortinados do nosso quarto. E a máquina de lavar louça. Começámos a nossa parede de fotos e quadros. Foi o ano em que mudámos de instalações no emprego. Fiz muitas compras online. Li muitos, muitos livros. O meu pai vestiu calças de ganga pela primeira vez em 64 anos.Adorou! E começou a ter aulas de artes gráficas.O ano em que decidimos onde ir no Reveillon por volta das 15 h de dia 31.  Foi o ano em que uma amiga venceu o cancro. Foi o ano em que voltei a ver amigos que já não via há 20 anos (e foi tão bom). O ano em que me apareceu um "não sei quê" aqui na pálpebra, e ainda não sei o que é. E outro "não sei quê" na garganta que me lixou a pré época natalícia. E ainda se mantém.O ano em que o Outono tardou em chegar. Fomos  a Bruges e Bruxelas onde me refastelei com chocolates, gaufres e batatas fritas. E delirei nos mercados de Natal. Foi o ano em que engordei mais nos últimos anos e que menos exercício físico fiz, apesar do início promissor.O ano em que entrámos em litígio com uma operadora de telecomunicações.E ganhámos. Foi o ano em que o Mike deixou de fumar. (E ainda não lhe consegui transmitir por palavras o orgulho que tenho nele).O ano em que menos me apeteceu cozinhar. Em que mais preguicei. Foi um ano de pausa a muitos níveis.

2014 foi o ano em realizei um grande sonho: fizemos um transatlântico durante 14 dias, Fort Lauderdale-Barcelona. Foram dos dias mais fantásticos de 2014, uma viagem tão cheia de tanto.

Ao contrário de 98% dos meus amigos do Facebook não posso dizer que foi um ano espetacular. Não foi. Teve sim, momentos espetaculares, aliás, muito espetaculares se é que esta expressão existe, e daqueles inesquecíveis que me vão fazer sempre dizer que 2014 foi o ano em que "...". 
Xo,Xo, F.

5 comentários:

  1. "Ao contrário de 98% dos meus amigos do Facebook não posso dizer que foi um ano espetacular. Não foi. Teve sim, momentos espetaculares (:::)." Este foi só o melhor balanço que li este ano. Logo eu, que não faço balanços anuais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) E este foi o comentário mais fofinho que me deixaram...logo eu que não sou de fofurices...ehehehehe :D Obrigada pela visita!

      Eliminar
  2. ah caminhadas indoor, também quero ! apesar de adorar caminhar lá fora, para estes dias horrendos de frio e chuva adorava ter uma passadeira.

    ResponderEliminar

Yep! Se fosse a vocês escrevia qualquer coisa, senão fico a pensar que eu é que tenho razão(Obrigada)