07 novembro 2014

Muito, permanente e em abundancia!

By, [miss]Framboesa
Já se inventou tudo e tudo e tudo, o pessoal enriquece à conta de nada, por isso a minha esperança de enriquecer á pala de um novo combustível tem crescido em mim (li-te-ral-men-te) nos últimos dias.
Porque se eu conseguisse fazer uso dele, meus senhores,ficava rica.
Rica!

Refiro-me ao ranho que abunda na minha vida nos últimos tempos.

Não sei como transforma-lo em combustível ou em qualquer coisa rentável, mas não me conformo dispor de tanto espécime e em tanta abundância e não fazer mais nada com ele senão despejá-lo para lenços, papel higiénico ou o que tenha a mão.Tem que haver algum modo de fazer render isto, porque ainda agora estamos em Novembro e a coisa vai durar.

Assim como assim, aproveita-se a baba de caracol, certo?
Xo,Xo, F.

7 comentários:

Sara sem Sobrenome disse...

Hmm... não! Limpa e deita fora. Por favor, limpa e deita fora...

A Gata de Saltos Altos disse...

Ahahahah! Parti-me a rir! :D

Beijinho e bom fim-de-semana *

http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

Framboesa (uma diva de galochas) disse...

Achas? Oh pah que desperdicio...não me conformo.Blheeee :D

Framboesa (uma diva de galochas) disse...

Oh pah ao menos isso! As minhas galochas desejam bom fds aos teus saltos altos :D

A Flor disse...

Perfeitamente de acordo, até porque eu própria estou em posse de uma dose industrial da matéria prima supracitada e gostaria imenso de a por a render!

Framboesa (uma diva de galochas) disse...

Ainda vamos ser ricas, vais ver!!!! :D

Tiago Carvalho disse...

já aqui o je..teve e já se foi...não ficava rico à custa dele... mas gosto da ideia.. não sei é se terás produção para o ano todo :P