29 maio 2014

O tempo perguntou ao tempo

By, [miss]Framboesa
O tempo passa mesmo por nós.E deixa marcas e vai beliscando.E mesmo sendo eu uma gaiata assumida (daquelas que diz "pessoas da nossa idade" quando está a falar com moças de 20 anos...pois...) sinto cada vez mais isso. E sempre achei que a mim não me ia atingir. São as dores de costas. São as constipações que demoram mais tempo a passar.É o efeito secundário dos medicamentos.É o sono. Ai "sanhores" o sono...logo eu que há poucos anos atrás, reclamava sempre que nos deitávamos antes da meia noite e meia. Agora as 22h já estou aninhada no sofá.Ui e o que me sabe bem estar no sofá.E ouço miúdas de 20 e poucos anos a queixarem-se da idade e eu a galope para os 40 37, penso que também eu era assim e que elas mal imaginam a velocidade que a vida ganha a partir de um certo momento, e que a distância entre a passagem de ano, a praia em Agosto e o presépio de Natal passa a dias e não a meses, e que um gelado de chocolate equivale agora a 3 gelados de chocolate com caramelo e nozes (certamente por culpa do sofá). Já falei no sono? 
Xo,Xo, F.

4 comentários:

Touch Of Purple disse...

hahaha adorei o texto!! =D
Embora ainda seja novinha, já ouvi esse discurso muitas vezes da minha irmã, mãe e amigas!! A vida é mesmo assim e todas as fases da vida têm coisas boas e más que fazem parte do "crescimento"!! :)
Mas numa coisa concordo... O sono é um malvado... :p

Beijinhos,
Rita Santos - http://touchofpurple.blogspot.com/

Framboesa (uma diva de galochas) disse...

É daquelas coisas que uma pessoa tem que chegar lá para compreender a dimensão da "coisa" :) vais-te recordar disto...ai vais vais! :D

Sandra disse...

Quando passares os 40 vais ver o que realmente é sono. Tenho cá para mim que existem coisas que estão programadas e despertam...de repente!!!

Framboesa (uma diva de galochas) disse...

Ainda mais?Tipo apago as velas e dia 22 de agosto adormeço ás 18h da tarde?é que pouco falta!