01 outubro 2013

Dress Code

By, [miss]Framboesa

Quando eu era adolescente durante muito tempo teimei em não seguir o dress code do meu tempo (ou seja, calça de ganga, t-shirt de uma qualquer marca ligada ao surf e ténis, de preferência all-star ou vans). 

Para quê limitar a minha imaginação e andar tipo carneirada igual a todos? Eu gostava de mini-saias com meias até ao joelho, lenços e afins, gostava de gorros e chapéus, de vestidos com galochas ... Estão a ver a "Blair" da primeira temporada de Gossip Girl? Pronto, isso mesmo, mas com muito menos estilo. (Eu claro, que a "Blair" destila estilo).

No entanto depois de estar sempre a receber olhares (you know what I mean) e bocas e acima de tudo de me aperceber que a maltinha embirrava comigo só (só!!!) pelo modo de vestir, entrei na onda e comecei a ser aceite pelo grupo porreiro da escola. Eu tinha 15 anos...estas coisas são importantes quando temos 20, quanto mais quando temos 15 anos...

No fim do 11.º ano os mais velhos da escola passaram uma semana na Madeira e acabei por me dar com pessoal com quem não lidava habitualmente. Estávamos nós numa esplanada e vira-se uma das miúdas para mim: "Quem diria que uma gaja que vestia coisas tão estranhas podia ser tão porreira?"

Até hoje não me esqueço deste comentário e de na altura pensar que o meu look afastava as pessoas, não as deixando chegar até "mim" porque achavam que devia ser uma parola pretensiosa.  Quando na verdade o meu look reflectia o meu "eu" verdadeiro, muito mais do que as calças de ganga e t-shirt da carneirada.
Xo,Xo, F.

Sem comentários: