06 julho 2012

Vai-se andando (bem)

By, [miss]Framboesa
Ontem estava a ver um programa de tv e a dada altura uma das senhoras intervenientes no mesmo confidenciou que há muitos anos atrás tinha sido detectado um tumor cerebral á filha, que tinha sido um desespero mas depois de muita luta a filha tinha ficado totalmente curada.
Mais à frente no programa, há uma parte em que esta senhora é surpreendida com alguns mimos e comenta o quanto estava emocionada porque este tipo de coisas não lhe costumam acontecer.

Pensei imediatamente : "Então não te acontecem? Então tives-te uma filha com um tumor e ela ficou curada!...Devias estar feliz para sempre!".

Mas mal acabei de ter este pensamento reflecti na minha precipitação...Se esta mulher tinha a obrigação de ser feliz para sempre só pelo facto da filha com um tumor se ter curado, o que dizer das pessoas de entre nós que nunca tiveram que passar por situações dessas? Que nunca passaram por este tipo de provação?

Acho que faz mesmo parte da natureza humana dar-se mais valor ao que nos rodeia quando estamos na iminência de o perder, ou apercebermo-nos da paz, apenas quando passamos por tormentas. E é ás vezes tão complicado valorizar o facto de não se passar absolutamente nada na nossa vida, porque encaramos sempre isso como estagnação e não como uma simples harmonia pela qual devemos estar gratos.
Xo,Xo, F.

5 comentários:

  1. Tens razão. Se por um lado uma pessoa pensa "a tua filha está curada, tens mais é que está feliz", por outro lado a senhora merece - por si só - ser mimada. :)

    ResponderEliminar
  2. é exactamente isso!Dar valor e estimar o que temos e quem temos na nossa vida!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. S*
    E por outro lado, só pelo facto de não nos termos que debater com situações assim limite já "devemos" ser felizes :)

    Sonia
    Nem mais...nem sempre é assim tão fácil, mas devemos esforçar-nos por isso!

    ResponderEliminar
  4. Deviamos contentar-nos em valorizar o que de bom temos, ser feliz com o que de bom nos rodeia. Mas, parece difícil não nos lamentarmos pelos pequenos azares ou por sortes não alcançadas. Acho que teimamos em ser assim.

    *s
    STYLE TRACES
    ST FACEBOOK PAGE

    ResponderEliminar
  5. Joana
    Temos mesmo que dar a volta por cima...só assim seremos bem mais felizes :)

    ResponderEliminar

Yep! Se fosse a vocês escrevia qualquer coisa, senão fico a pensar que eu é que tenho razão(Obrigada)